CÁLCULO IMPOSTO DE RENDA 2019 – Calcular, Alíquotas, Simulação

O IRPF existe em diversos países, é um índice sobre a renda do contribuinte, seja pessoa física ou jurídica. Todos contribuintes que recebem até um determinado valor são obrigados a deduzir uma determinada porcentagem, definida pelo cálculo imposto de renda 2019, de sua renda média anual para o governo federal.

O imposto de renda 2019 incide sobre todas as pessoas que tenham tido um ganho acima de determinado valor mínimo definido pela Receita. O contribuinte é obrigado a enviar informações através da declaração de ajuste anual, para identificação de possíveis débitos ou créditos.

O imposto de renda é pago pelas pessoas físicas e é calculado com base na renda dos contribuintes. A alíquota é variável e proporcional à renda tributável, ou seja, os contribuintes com um determinado valor de renda são considerados isentos.

Como é feito o cálculo imposto de renda 2019

CÁLCULO IMPOSTO DE RENDA 2019O cálculo imposto de renda é realizado com base no salário bruto multiplicado pela alíquota do INSS menor o valor de dedução por dependente multiplicado pela alíquota do imposto de renda menos a parcela que deverá ser deduzida do imposto de renda.

A fórmula utilizada deverá ser então:

Salário bruto – Dependentes – INSS multiplicado pela Alíquota – Dedução = Imposto de renda retido na fonte.

Confira a tabela que foi utilizada no cálculo mensal do imposto de renda:

Rendimentos previdenciários isentos para maiores de 65 anos

Ano-calendário Valores isentos mensais (R$)
A partir do mês de abril do ano-calendário de 2015 até 1.903,98
2015, até o mês de março até 1.787,77
2014 até 1.787,77

Tabela de incidência mensal

Base de cálculo (R$) Alíquota (%) Parcela a deduzir do IRPF (R$)
Até 1.903,98
De 1.903,99 até 2.826,65 7,5 142,80
De 2.826,66 até 3.751,05 15 354,80
De 3.751,06 até 4.664,68 22,5 636,13
Acima de 4.664,68 27,5 869,36

Esse cálculo é apenas explicativo e não considera outros direitos do trabalhador. A dedução de dependentes no imposto de renda é de R$ 189,59 e leva em consideração a seguinte lista:


01. Companheiros com quem o contribuinte tenha um filho ou com quem esteja a mais de 5 anos ou cônjuge;


02. Filho ou enteado com até 21 anos de idade ou em qualquer idade, desde que seja incapacitado física ou mentalmente para trabalhar;


03. Filho ou enteado que ainda esteja cursando ensino superior ou escola técnica de segundo grau até os 24 anos de idade;


04. Irmão, neto ou bisneto sem arrimo de pais, de quem o contribuinte tenha a guarda judicial até os 21 anos, ou em qualquer idade, quando incapacitado física ou mentalmente para o trabalho;


05. Irmão, nem ou bisneto sem arrimo dos pais com idade de 21 a 24 anos que ainda esteja cursando ensino superior ou escola técnica de segundo grau, desde que o contribuinte tenha detido sua guarda judicial até os 21 anos;


06. Menor pobre de até 21 anos que o contribuinte seja responsável pela educação e que crie, de quem detenha a guarda judicial;


07. Pessoa que seja completamente incapaz, que o contribuinte seja tutor ou curador;


08. Nenhum dos dependentes pode ser declarante do imposto de renda.


Simulação Imposto de Renda 2019

Uma excelente forma de confirmar o valor devido à Receita Federal é através do simulador de alíquota efetiva do imposto de renda para pessoas físicas. Uma ferramenta gratuita e disponível todo o ano pela Receita Federal, o órgão responsável pela arrecadação do imposto de renda no país.

O simulador é um excelente recurso para que o contribuinte possa entender melhor como funciona o cálculo Imposto de Renda 2019 sob seus ganhos. Com o simulador é possível fazer consultas para ver o valor de desconto das parcelas pagas mensalmente ou o montante anual.

Confira o passo a passo para utilizar o simulador da Receita Federal:

Está gostando do conteúdo? Deixe seu like nas rede sociais ao lado e ajude o site a crescer! Caso tenha alguma dúvida, basta comentar nas nossas redes sociais.

CÁLCULO IMPOSTO DE RENDA 2019


Passo 01: Acesse o site da Receita Federal www.receita.fazenda.gov.br;


Passo 02. Informe os seus ganhos mensais ou o total anual que contribui para o acúmulo da renda;


Passo 03. Informe as despesas que podem ser abatidas do cálculo da contribuição, os gastos comprovados que reduzem o valor dos impostos;


Passo 04. Observe a base do cálculo, que será o resultado do total de rendimentos tributáveis subtraída dos rendimentos dedutíveis;


Passo 05. Observe as faixas de dedução do imposto de renda;


Passo 06. A alíquota efetiva é o percentual final de imposto que irá incidir sobre os rendimentos, ou seja uma pessoa que recebe R$ 3 mil de renda para uma alíquota efetiva de 3,17% do valor, ou seja ela contribui com R$ 95,20 do imposto de renda mensalmente.


Tabela imposto de renda 2019

CÁLCULO IMPOSTO DE RENDA 2019Quando vai chegando o momento de realizar a declaração do imposto de renda, as pessoas ficam com dúvidas sobre o funcionamento da declaração, mesmo os que possuem experiência com a declaração do imposto de renda ainda sentem dúvidas por conta das mudanças que costumam acontecer todos os anos.

As alíquotas costumam varias a cada ano e também de acordo com o salário do contribuinte e o trabalhador que ganhe até R$ 22.847,76 por ano não precisa realizar a declaração do imposto de renda, ou seja, está isento.

Confira a tabela imposto de renda:

Base de cálculo (R$) Alíquota (%) Parcela a deduzir do IRPF (R$)
Até 1.903,98
De 1.903,99 até 2.826,65 7,5 142,80
De 2.826,66 até 3.751,05 15 354,80
De 3.751,06 até 4.664,68 22,5 636,13
Acima de 4.664,68 27,5 869,36

Alíquotas do imposto de renda:


01. Quem recebe até R$ 1.903,98 não precisa pagar Imposto retido na fonte;


02. Para quem recebe de R$ 1.903,99 até R$ 2.826,65 mensais, paga 7,5% de alíquota e tem dedução de R$ 142,80.


03. Para quem recebe de R$ 2.826,66 até R$ 3.751,05, alíquota de 15% e dedução de R$ 354,80.


04. Para quem recebe de R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68, alíquota de 22,5% e R$ 636,13 de dedução.


05. Acima de R$ 4.664,68 a alíquota vai para 27,5% e dedução de R$ 869,36.


A tabela para realizar o cálculo imposto de renda 2019 costuma ser divulgada no inicio do ano antes mesmo da divulgação das datas para declarar imposto de renda para que o contribuinte não atrase sua declaração.

A tabela serve para que o contribuinte saiba se realmente precisa realizar a declaração dos seus ganhos ou não, além das alíquotas referentes ao imposto daquele ano da declaração do imposto de renda.

Quem deve declarar o imposto de renda 2019?

Confira abaixo a lista de requisitos obrigatórios para entregar a declaração de imposto de renda:


01. As pessoas físicas residentes no Brasil que receberam rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 ano ano base;


02. Os contribuintes que receberam rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado;


03. Quem obteve ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;


04. Quem tiver a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil, também deve declarar IR neste ano;


05. Contribuintes que passaram à condição de residente no Brasil, em qualquer mês do ano passado;


06. Quem optou pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja destinado à aplicação na aquisição de imóveis residenciais localizados no país;


07. Quem teve, no ano passado, receita bruta em valor superior aos R$ 142.798,50 oriunda de atividade rural.


Gostou do artigo? Desenvolvemos exclusivamente para sanar todas as dúvidas relacionadas ao cálculo imposto de renda 2019, mas caso ainda tenha algum questionamento é só deixar um comentário abaixo. Boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *